Utilizamos cookies próprios para melhorar os nossos serviços, através da análise dos seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita a sua utilização. Pode obter mais informações na nossa Política de Privacidade.Saiba mais
Aceito

Tecnologia - Teste de Estanquidade - Selmatron

 

Notícias

Voltar

Tecnologia - Teste de Estanquidade

O teste de estanquidade permite avaliar o nível de integridade dos produtos, de forma a evitar eventuais defeitos de fabrico após sequências de montagem, bem como, assegurar um bom desempenho e respetiva conformidade.

A nossa equipa de engenharia utiliza regularmente este tipo de tecnologia, dado que contém experiência e know-how especializado sobre a mesma. Deste modo, conseguem compreender como funciona, e como se aplica, e ainda verificar qual o método de teste mais adequado, tendo em conta os diferentes tipos de testes de estanquidade, quer em máquinas já existentes ou construídas de raiz.

 

Tipos de Teste de Estanquidade

  • Teste de pressão diferencial

Este método avalia a diferença da pressão entre o produto alvo de testes e uma peça padrão. Quer a peça padrão, quer o produto alvo de testes são submetidos à mesma pressão de ensaio e é efetuada uma leitura do diferencial de pressão entre estas, em caso de queda de pressão no interior da peça de teste devido a uma eventual fuga, o diferencial será superior a um valor mínimo aceitável. Neste método de teste também é possível utilizar fugas calibradas (com valores/características idênticas ao produto final) para aferição e validação do circuito de teste, assim como, do produto que está a ser alvo de testes.

O referido teste está dividido em três fases, nomeadamente, enchimento/pressurização do produto, estabilização da pressão no seu interior e posteriormente, o respetivo teste com medição do diferencial de pressão.

 

  • Teste de pressão diferencial com medição mássica volumétrica

Permite obter um nível de precisão bastante considerável, e um tempo de teste relativamente reduzido.

 

  • Teste de pressão absoluta

Este método de teste consiste na pressurização do produto alvo, de seguida, segue-se a fase de estabilização durante um determinado período e posteriormente, dá-se início à fase de teste. A fase de teste, essencialmente, verifica se existe uma perda de pressão no produto alvo de testes, prescindindo de uma verificação volumétrica, seja através de uma peça padrão/fuga calibrada. Caso a fuga exceda o valor de referência expectável/admissível segundo os critérios/requisitos do produto, confirma-se que estamos perante um produto não conforme.

 

Nas referidas técnicas/métodos de teste é crucial ter em consideração alguns fatores para a obtenção de testes credíveis e precisos, assim como, na obtenção de valores fidedignos, nomeadamente:

  • Condições ambientais: Humidade, temperatura e pressão atmosférica;
  • Pressões de teste;
  • Volumes da peça ou de produto;
  • Tempo de teste;
  • Tempo de estabilização;
  • Características do produto alvo de teste;
  • Localização geográfica (face às condições ambientais implícitas).